Parabéns aos 120 anos de ESALQ

Aos 120 anos da Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (ESALQ), comemorados neste mês de outubro, é com orgulho que a atual diretoria do Instituto Histórico e Geográfico de Piracicaba (IHGP) parabeniza esta nobre instituição de ensino e pesquisa pela grande contribuição de seus pares no desenvolvimento de Piracicaba, com a elevada formação dos seus alunos, na produção de ciência e tecnologia para o Brasil e o mundo. O que demonstra uma preocupação com a construção de um projeto de saber sólido e amplo, de preservação da identidade, da história e das manifestações culturais de um povo, num movimento capaz de projetar Piracicaba para o futuro.

Desde sua origem, o IHGP mantém estreita relação com a ESALQ. Seus professores foram fundamentais para a criação e desenvolvimento da entidade, pois contribuíram de maneira significativa para manter viva a força geradora desse projeto, que é preservar, fomentar estudos e debates, bem como divulgar a história e a cultura desenvolvida na Noiva da Colina. O IHGP era um antigo desejo de intelectuais da cidade, vocalizado pelo esalqueano Flávio Moraes de Toledo Piza, que chegou a cabo nos anos de 1968.

Em 1967, durante a gestão do prefeito Luciano Guidotti, ano em que se comemorava o bicentenário de Piracicaba, o Departamento Municipal de Cultura (DMC) – integrado pelo professor catedrático da Esalq, Walter Ramos Jardim, o advogado Frederico Alberto Blaauw e o radialista Francisco Silva Caldeira – decidiu formar uma comissão de notáveis para criar e organizar o IHGP, envolvendo representantes das várias vertentes de conhecimento, que resultou em um novo encontro no gabinete do prefeito, com a aprovação do estatuto do IHGP, em 06 de abril de 1968.

Nesse grupo, que foi ganhando corpo gradativamente, estavam, além do prefeito Luciano Guidotti, Flávio Moraes de Toledo Piza, Walter Ramos Jardim, Frederico Alberto Blaauw, Jaçanã Altair Pereira Guerrini, Marly Therezinha Germano Perecin, Acary de Oliveira Mendes, Alberto Thomazi, Antonio Messias Galdino, Edmar José Kiehl, Jair Toledo Veiga, Felisberto Pinto Monteiro, Francisco Godoy, Guilherme Vitti, Joaquim do Marco, Leandro Guerrini, Walter Radamés Accorsi, Hugo de Almeida Leme, Mário Stolf, Luiz Antonio Ruhnke, Archimedes Dutra, Elias Salum, Pedro Chiarini Netto e Jorge Antonio Angeli.

Constituída a entidade, foram organizadas várias atividades para marcar o grande feito, como relatam Marly Percin (clique aqui), Geraldo Claret de Mello Ayres (clique aqui) e Messias Galdino (clique aqui). Fica evidente nesse movimento cultural o envolvimento intenso de professores da ESALQ e de esalqueanos. Tanto é que vários deles acabaram compondo a diretoria do IHGP, em especial na condição de presidentes, além de cargo de diretores. Outros tantos receberam a medalha Prudente de Moraes, de maior expressão honrosa do instituto, pelos feitos no campo da cultura, ciência e tecnologia, visando o fortalecimento socioeconômico de Piracicaba.

O IHGP teve o privilégio de ter como presidente nove professores da ESALQ:

1968 – 1969: Edmar José Kiehl

1970 – 1971: Acary de Oliveira Mendes

1971 – 1972: Júlio Soares Diehl

1975 – 1976: Dr. Walter Ramos Jardim

1976 – 1977: Acary de Oliveira Mendes

1978: Flávio M. Toledo Piza

1982 – 1984: Geraldo Claret de Mello Ayres

1995 – 1998: Frederico Pimentel Gomes

1998 – 2002: Moacyr Camponês do Brasil Sobrinho


Pelo menos 15 professores da ESALQ e esalqueanos receberam a medalha Prudente de Moraes:


Salvador de Toledo Piza

Walter Radames Accorsi

Eurípedes Malavolta

Antônio Carlos Mendes Thame

Frederico Pimentel Gomes

Salim Simão

Edmar José Kiehl

Dovílio Ometto

Geraldo Claret de Mello Ayres

Moacyr de Oliveita Camponez do Brasil Sobrinho

Jairo Ribeiro de Mattos

Cezário de Campos Ferrari

Guido Ranzani

Urgel de Almeida Lima

Roland Vencovsky


A vida e obra do professor doutor Guido Ranzani, inclusive, tornou-se motivo de um livro, publicado em 2020 pelo IHGP, com autoria do atual secretário da Ação Cultural, Adolpho Queiroz, produzido sob a diretoria de Valdiza Capranico (2026-2018 e 2018-2020). A obra, intitulada “Dos solos de Piracicaba às terras da Amazônia – Vida e Trajetória de um cientista”, registra não apenas uma trajetória de vida, mas dá também uma dimensão do potencial científico da centenária e pujante ESALQ.

Em nome do IHGP, portanto, celebramos os 120 anos da ESALQ e partilhamos nossa imensa gratidão por esta instituição de nome internacional e seus pares, que muito nos honram.


Piracicaba, 07 de outubro de 2020


Pedro Vicente Ometto Maurano

Presidente do IHGP (2020-2021)