Como parte de um projeto de levar aspectos curiosos de Piracicaba ao público infanto-juvenil e provocar o interesse das novas gerações pela cultura local, o Instituto Histórico e Geográfico de Piracicaba (IHGP) lança “A Lenda da Cobrona”, escrito por Ivana Maria França de Negri, com ilustrações de sua neta, Ana Clara de Negri Kantovitz. A obra integra a Coleção Lendas de Piracicaba, do IHGP.

A Lenda da Cobrona conta a história de um animal gigante encarcerado no coração da cidade, com a cabeça sob a Catedral de Santo Antonio e o rabo indo até a Rua do Porto. Por se tratar de um enredo para criança, qualquer palavra a mais pode despertar a obra de seu enigma e descaracterizar a proposta de atrair o leitor curioso.

Ivana Negri escreveu também, no mesmo formato, a história do “Capitão Nhô Lica”, Lenda da Inhala Seca e a Lenda da Noiva da Colina, que alcançaram grande sucesso junto à criançada, o que motivou a ex-presidente do IHGP, Valdiza Maria Caprânico, a convidá-la para que desse continuidade ao trabalho. “De quando em quando é necessário recontar as lendas de Piracicaba para que não caiam no esquecimento”, observa a autora.

Estão agendados dois lançamentos oficiais da obra. O primeiro é na Biblioteca Pública Municipal, nesta sexta-feira, 29, às 14 horas, data do aniversário da Biblioteca e Dia do Livro. O evento terá sessão de autógrafo e contação de história, com a professora Monika Magno. O segundo será no Colégio Objetivo, com 80 crianças do sexto ano do ensino fundamental, dia 12 de novembro.  “As professoras estão trabalhando as lendas de Piracicaba com elas”, disse Ivana.

Sapucaia 

Seguindo a mesma proposta de ‘causos’ curiosos de Piracicaba para o público infanto-juvenil, Valdiza Maria Capranico também escreveu e lançou no ano passado o livro “Sapucaia da Paz”, sobre a árvore plantada pelos seus avós na esquina da rua Moraes Barros com a avenida Independência, ao lado do Barão de Serra Negra. A obra é ilustrada por Leonardo, tetraneto dos primeiros imigrantes da família que vieram da Itália a Piracicaba e jogaram a semente que resultou no ornamento tão admirado pelos piracicabanos.

Para o presidente do IHGP, Pedro Vicente Ometto Maurano, o projeto de recuperar as lendas e os causos piracicabanos é promissor, por ter como público-alvo crianças e adolescentes. “Esta é uma forma criativa e envolvente, capaz de estimular as novas gerações para a leitura e o conhecimento da cultura caipiracicabana. A iniciativa enriquece a cidade e fortalece o IHGP, uma instituição que precisa ser preservada e, para isso, não pode deixar de projetar sua missão cultural junto a este público tão encantador, pois seus integrantes serão os guardiões da cultura local e, consequentemente, do IHGP”, concluiu.

A escritora Ivana Maria França de Negri e sua neta, Ana Clara de Negri Kantovitz