A Vila e seus Vilões – A História de um Bairro

Alcides Aldrovandi

Este trabalho de Alcides Aldrovandi reúne parte considerável da história da Vila
Rezende. Uma história repleta de histórias. Os vilões protagonistas – alguns amplamente conhecidos, outros anônimos – remontam a tempos passados, cuja resultante
mais contundente é o indisfarçável saudosismo. O tempo transformou a Vila, deixou
marcas profundas, alterou a paisagem, mudou os atores, mas não foi capaz de suprimir
o encanto de suas tradições tão marcantes pela personalidade.
Não há como desconsiderar a forte influência da imigração italiana, que se manifesta em diversos níveis : religiosidade, hábitos domésticos, conduta, família e uma
atraente extravagância. Assim é a Vila: fraterna, imponente, misteriosa, aconchegante. Esta Cultura Rezendina é marca registrada de Piracicaba, pois lá se constituiu boa
parte das identidades da Noiva da Colina.
Esta cultura tão marcante foi também palco de mudanças econômicas importantes. Na Vila Rezende inicia-se o processo de industrialização e, com ele, alterações substanciais nos hábitos e costumes. Como consequência, também, devastação
do ambiente natural. Na Vila Rezende, Piracicaba conhece modernas fábricas e suas
relações de trabalho. Na Vila Rezende, Piracicaba se urbaniza ainda mais.
Em A Vila e seus Vilões, Alcides Aldrovandi nos fornece um inestimável testemunho do cotidiano rezendino – piracicabano, reiterando algo pelo qual vimos
lutando incessantemente : a preservação da memória.
José Machado
Jefferson O. Goulart

Confira aqui o livro:


https://www.ihgp.org.br/wp-content/uploads/2014/09/A_Vila_e_seus_Viloes_2009.pdf