Para marcar o aniversário de morte do icônico escritor piracicabano Thales Castanho de Andrade, que faleceu em 2 de outubro de 1977, a diretoria do IHGP (Instituto Histórico e Geográfico de Piracicaba), na companhia de membros da APL (Academia Piracicabana de Letras), realizou no sábado (3/10) um ato simbólico no jazigo do homem que eternizou sua vida e obra no universo da literatura infantojuvenil.

O grupo reuniu-se em frente ao túmulo de Thales, localizado próximo ao do Dr. Losso Netto, no Cemitério da Saudade, às 10h, e como conta o novo presidente do IHGP, Pedro Vicente Ometto Maurano.


Para o novo presidente do IHGP, Piracicaba deve sempre reverenciar Thales de Andrade. “O professor foi uma pessoa importante com uma produção marcante”.

Pedro Maurano, engenheiro e advogado, assumiu o instituto no lugar de Valdiza Caprânico, aliás, uma entusiasta da bibliografia de escritor piracicabano, e quem o atual presidente mostra respeito. “Ela possui detém muito conhecimento e uma das incentivadoras, ao lado de Adolpho Queiroz, para assumir o cargo”, ele revela.

Assumir o IHGP, conta Maurano, prestes a completar 77 anos, é uma força de expressão gratidão por Piracicaba. “Quero, por meio do instituto, retribuir à cidade o carinho que recebi quando vim de São Paulo para cá na década de 1970”.

Ele é casado desde 1971 com Maria da Graça Ranzani Maurano, filha do ex-professor Guido Ranzani, da Esalq (Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz), e pai de quatro filhos.

Presidente do IHGP, Pedro Vicente Ometto Maurano/Foto Jornal de Piracicaba  

Aliás, Guido Ranzani é o tema do livro que Maurano escreveu e será lançado em breve pelo IHGP. “Escrevi com ajuda do professor Queiroz e foca o lado humano e de realizações sociais do ex-professor da Esalq”. À frente do instituto, Maurano promete continuar o trabalho de digitalização do vasto acervo do IHGP.

Erick Tedesco

erick.tedesco@jpjornal.com.br

IHGP, com novo presidente, faz ato em jazigo de Thales de Andrade